9 de out de 2013

Satisfação

    Como disse em outro post, não estava satisfeita com o estilo de vida que estava levando. Muitas mudanças aconteceram em meus pensamentos e convicções, as quais acabaram por refletir em minha vida. Após um período de insegurança, por não saber o que me esperava, posso dizer que valeu a pena: como é bom estar trabalhando com algo que realmente lhe satisfaz, que você pode contribuir significativamente com alguém! Nada se compara ao fato de você levantar da cama com muita disposição e vontade para trabalhar, de estudar e ler muito sobre o que lhe agrada, a fim de cada vez mais aprimorar-se. E o melhor ainda é possuir tempo para viver com qualidade, sem ser atropelado pelos compromissos: pode-se trabalhar, ler, estudar, cozinhar, conversar, namorar, passear... 
     Claro que para isso, é necessário ter coragem, pois em muitos casos, o modo de vida "sufocante" já está impregnado na pessoa. Ela o considera como se ele fosse o único modo de se viver, uma vez que é o que a sociedade prega. Por isso, é preciso encarar os comentários que provavelmente surgirão: você é louco? tem certeza que vai trabalhar com isso? e o salário? etc etc. Tais comentários tornam-se ínfimos quando você se depara com a sua satisfação plena!
     Dia desses, encontrei o site Continue Curioso, que abarca este tema: são pessoas que romperam com o modo de vida tradicional e rumaram ao desconhecido. As histórias são inspiradoras! 

4 comentários:

  1. Concordo com você: é preciso ter coragem pra mudar. É preciso enfrentar nossos medos, principalmente. Mas depois que mudamos e estamos em sintonia e em harmonia com quem a gente é de verdade, parece que nossa vida ganha uma nova cor, um novo sentido! :)

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem por aí mesmo: estar em sintonia com quem somos de verdade!

      Abraços!

      Excluir
  2. Olá.
    Muitíssimo boa tarde.
    Desde julho do ano passado estou nesse processo de simplificar a vida, as escolhas, destralhar e percebo que uma coisa puxa a outra.
    Limpar, jogar, fora, doar, praticar o desapego, não consumir exageradamente e ter uma vida melhor na minha opinião é reflexo de algo que nossa mente/alma tá querendo faz tempo e essa simplificação externa é um belo começo.
    Uma gracinha seu blog.
    Leve, clean e delicado.
    Já sou fã :)

    PS.: Achei seu blog lendo o Nada de Compras, outro blog que sou fã assumida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do meu blog! Espero que volte mais vezes :)

      É isso mesmo, uma coisa vai puxando a outra. Pude perceber isso pelos blogs que acompanho, e também por mim.

      Abraços!

      Excluir